Terça-feira, 11 de agosto de 2020
informe o texto a ser procurado

Notícias / Capacitação & Oportunidade

Dólar opera em queda com cena externa positiva

No dia anterior, o dólar caiu 1,21%, a R$ 3,9896 na venda

16 Ago 2019 - 08:40
Atualizada em 16 Ago 2019 - 08:44

Dólar opera em queda com cena externa positiva

Foto: Ilustração/Internet

O dólar opera em queda nesta sexta-feira (16), impulsionados pelo sentimento positivo dos investidores depois que a China indicou planos para estimular o crescimento econômico, e com novo modelo de atuação do Banco Central no radar.

Às 9h19 (Horário de Brasília), a moeda norte-americana caía 0,2%, vendida a R$ 3,9820. 

No dia anterior, o dólar caiu 1,21%, a R$ 3,9896 na venda. Na máxima do dia, a cotação foi a R$ 4,0434. Na semana, o dólar acumula alta de 1,26%. No mês e no ano, o avanço é de 4,48% e 2,98%, respectivamente.

A agência de planejamento estatal da China afirmou que adotará um plano para aumentar a renda disponível neste ano e em 2020, buscando alimentar o consumo no momento em que a economia desacelera.

Atuação do BC

O Banco Central realiza nesta sessão leilão de até 11 mil contratos de swap cambial tradicional, correspondentes à venda futura de dólares, para rolagem do vencimento outubro de 2019.

O BC anunciou nesta semana mudanças na forma de atuar no mercado de câmbio e vai passar a vender dólares à vista das reservas internacionais a partir da próxima quarta-feira (21). A operação será realizada até 29 de agosto. A autoridade monetária disse também que, de forma simultânea, fará leilões de swaps cambiais reversos, ou seja, venderá contratos em que prevê a recompra desses dólares no futuro.

Essas operações também ocorrerão junto com as operações que vem realizando nos últimos tempos, de leilões de swaps cambiais tradicionais - nesse caso, o BC, ao contrário, compra dólares no mercado futuro. Os swaps são utilizados como instrumento para proteção para investidores.

De 21 a 29 de agosto, haverá ofertas simultâneas de US$ 550 milhões à vista e de igual montante em contratos de swap cambial reverso. A atuação simultânea visa trocar, por dólar à vista, um total de US$ 3,8445 bilhões em swaps cambiais tradicionais que expiram em outubro e que ainda não foram rolados pelo BC.

A autoridade monetária justificou a mudança na forma de atuar no câmbio citando maior busca por liquidez no mercado à vista -- e não no segmento futuro, onde tradicionalmente a demanda por "hedge" é maior e atendida pelos swaps cambiais.

G1

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 
Sitevip Internet