Terça-feira, 22 de setembro de 2020
informe o texto a ser procurado

Notícias / Política

Em Davos, Trump diz que fase dois do acordo com China será em breve

O presidente dos Estados Unidos reiterou que a maioria das tarifas vai continuar em vigor e disse que o pacto representa novo modelo de comércio do século XXI

21 Jan 2020 - 11:58
Atualizada em 21 Jan 2020 - 11:58

Em Davos, Trump diz que fase dois do acordo com China será em breve

Foto: Ilustração/Internet

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que a segunda fase das negociações comerciais com a China vai começar em breve. Ele reiterou que a maioria das tarifas vai continuar em vigor e afirmou que o pacto representa o novo modelo de comércio do século XXI.

“Os Estados Unidos concluíram um acordo comercial extraordinário com a China”, disse ele em discurso no Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça. “Concluímos a fase um do acordo, a fase dois virá em breve”, acrescentou.  

Trump afirmou que a China vai gastar US$ 200 bilhões em serviços e bens norte-americanos. “Essas conquistas não seriam possíveis sem tarifas”, disse ele. “A maioria das nossas tarifas vai permanecer”. O presidente afirmou ainda que a relação com a China nunca esteve melhor, e que tem um ótimo relacionamento com o presidente chinês, Xi Jinping.

“A China concordou substancialmente em proteger a propriedade intelectual, parar a transferência forçada de tecnologia, remover barreiras comerciais, abrir o setor financeiro – isso está sendo feito -, manter a moeda estável, tudo apoiado por um acordo exequível”, disse.

 Por fim, Trump acrescentou que, além do fim da guerra comercial com a China, o país também fechou o Acordo Estados Unidos México Canadá (USMCA), em substituição ao antigo Tratado Norte-Americano de Livre-Comércio (Nafta). O USMCA foi aprovado no Senado norte-americano na semana passada.

“São os melhores acordos já feitos, e aconteceu de serem na mesma semana”, disse. Segundo Trump, os dois acordos representam o novo modelo de comércio do século XXI, justo e recíproco, que prioriza família e trabalhadores. Ele disse que a principal reforma realizada sob sua administração foi no comércio, pois enfrentou problemas de ‘práticas predatórias da China’ que os governos anteriores não abordaram.

Canal Rural

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 
Sitevip Internet