Terça-feira, 25 de fevereiro de 2020
informe o texto a ser procurado

Notícias / Agricultura

Emater: No RS, chuvas recuperam parcialmente lavouras de milho e soja após estiagem

24 Jan 2020 - 09:32
Atualizada em 24 Jan 2020 - 09:33

Emater: No RS, chuvas recuperam parcialmente lavouras de milho e soja após estiagem

Foto: Ilustração/Internet

As chuvas recentes atenuaram parcialmente as condições das lavouras de milho e soja do Rio Grande do Sul e favoreceram o desenvolvimento. Segundo a Emater, em Ijuí, onde a área cultivada de milho corresponde a 10% das áreas produtoras do Estado, a umidade do solo não foi suficiente para recuperar as lavouras.

Segundo a entidade, em consequência da seca nos estágios mais críticos de desenvolvimento, à medida que a colheita avança, a produtividade tem sido menor, embora ainda com boa qualidade do produto. A baixa umidade do solo também provocou uma queda na produtividade em Santa Rosa, por ter atingido lavouras em floração e na formação inicial do grão. Na região, 60% do cultivo já foi colhido.

Com a melhora recente das condições, no entanto, agricultores deram início a semeadura para o cultivo do milho safrinha nas áreas que já foram colhidas e buscam, ainda, a retirada rápida do produto, para liberar as áreas também para a soja safrinha. De acordo com a Emater, 22% das lavouras de milho já foram colhidas, enquanto 15% estão em germinação e desenvolvimento vegetativo, 12% em floração, 25% em enchimento de grãos e 26% maduro.

Nas lavouras de soja, o cultivo foi encerrado nos 5.956.504 hectares estimados. Do total, 48% se encontram em desenvolvimento vegetativo, 39% em floração e 13% na fase de enchimento de grãos. De acordo com a Emater, em Santa Rosa, região que concentra 11,8% da área de soja no Estado, o desenvolvimento das lavouras é satisfatório, mesmo com a deficiência hídrica no início do mês.

Apesar de já haver perdas, sobretudo na região das Missões, as chuvas recuperaram parcialmente a cultura. Em Ijuí, o retorno das chuvas provocou aumento da floração, mas as plantas permanecem com potencial produtivo comprometido, segundo a Emater. As maiores perdas de produtividade estão na região do Alto Jacuí.

Broadcast Agro

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 
Sitevip Internet