Quinta-feira, 2 de abril de 2020
informe o texto a ser procurado

Notícias / Agricultura

Mato Grosso pode colher um recorde de 34 milhões de toneladas de soja, diz Imea

Segundo entidade, a razão para o aumento de 4,6% ante a safra anterior foi o incremento de área e clima favorável. A produtividade média também deve ser a maior da história!

05 Fev 2020 - 07:43
Atualizada em 05 Fev 2020 - 07:43

Mato Grosso pode colher um recorde de 34 milhões de toneladas de soja, diz Imea

Foto: Pedro Silvestre

Com o avanço da colheita da soja no estado, que atinge 26,6% da área de 9,8 milhões de hectares, o Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea) reafirmou o otimismo em relação a produção e agora espera um recorde de 34 milhões de toneladas de soja, 4,6% superior aos 32,5 milhões de toneladas da safra 2018/2019.

Essa é a terceira estimativa para a safra de soja 2019/2020 do estado. “A atualização reforça o movimento de aumento da área semeada e produtividade, consequência da conversão de áreas de pastagem e das condições climáticas favoráveis nesta temporada, que elevou a expectativa de produção.”

A área atual de 9,82 milhões de hectares, representa um aumento de 1,63%, em comparação à temporada anterior. Dentre as regiões que apresentaram maior expectativa de incremento de área, destacam-se a região norte, com um aumento de 10,70%, a região nordeste (1,97%) e a noroeste (1,90%).

“O crescimento da área semeada é decorrente, principalmente, da conversão de áreas de pastagem em agricultura, movimento que vem se intensificando nos últimos anos nessas regiões características de pecuária”, afirma a entidade.

Apesar do atraso na semeadura da soja, devido a falta de chuvas a entidade afirma que posteriormente, “ocorreram volumes adequados de precipitação na maior parte das áreas de soja e nos momentos mais exigidos pela cultura, no florescimento e enchimento de grãos, além da boa incidência de sol durante o ciclo da oleaginosa, o que vem gerando boas produtividades nas lavouras já colhidas no estado.”

Sendo assim, o levantamento com os agentes de mercado indicou uma alteração da produtividade esperada para a safra, que agora passa a ser de 57,71 sacas por hectare, aumento de 2,97% em relação à safra anterior. “Se consolidada, esta deve ser a safra de maior rendimento da história de Mato Grosso”, afirma a entidade.

 

Canal Rural

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 
Sitevip Internet