Quinta-feira, 2 de julho de 2020
informe o texto a ser procurado

Notícias / Agricultura

Soja: Ritmo de retirada diminui e Paraná registra 75% da área colhida

Toledo é a primeira região a terminar o plantio da soja no Paraná. Cascavel está quase terminando também. Veja como está a corrida para o fim da colheita!

18 Mar 2020 - 08:29
Atualizada em 18 Mar 2020 - 08:29

Soja: Ritmo de retirada diminui e Paraná registra 75% da área colhida

Foto: Andre Rodrigues / Gazeta do Povo

A colheita da soja no Paraná atingiu nesta semana 75% da área de 5,4 milhões de hectares, informou o Departamento de Economia Rural (Deral), vinculado à Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento do Paraná (SEAB). Os trabalhos estão um pouco mais adiantados se comparados ao mesmo período de 2019, quando a colheita estava em 72%. Ainda assim, avanço dos trabalhos de uma semana para a outra foi o menor desde o início da colheita.

O restante das áreas se dividem entre as fases de maturação (76%), frutificação (23%) e floração (1%). De acordo com o Deral, 93% das lavouras de soja do estado apresentam boas condições de desenvolvimento e 7% estão em situação média.

Trabalhos mais lentos

Na semana passada (9 de março), o levantamento do Deral mostrava que a colheita estava em 68% da área, 7 pontos percentuais a menos que o os 75% atuais. Este é o menor avanço desde que a colheita passou dos 10%, em meados do dia 10 de fevereiro. Desde lá, o estado conseguia avançar facilmente acima dos 10 pontos percentuais de uma semana para outra. 

Corrida por municípios

Os 20 núcleos regionais acompanhados pelo Deral, iniciaram os trabalhos de colheita. Toledo, já terminou a colheita da área de 483 mil hectares. Cascavel aparece na sequência com 99% dos 513 mil hectares. Francisco Beltrão vem logo depois com 97% dos 266 mil hectares colhidos. Por fim vem Campo Mourão e Maringá com 95% cada um.

Entre os que menos colheram estão: União da Vitória (25%) e Irati com com 25% das áreas colhidas.

A corrida para o término do plantio já tem um campeão no estado: Toledo. Na disputa para a segunda colocação parece que Cascavel deve vencer, a frente de Francisco Beltrão que até a semana passada estava na penúltima posição e agora aparece em terceiro. Maringá e Campo Mourão disputam a 4ª colocação e Pato Branco, segue na lanterna.

Segundo a entidade, a produção da safra de soja em 2019/2020 pode chegar a 20,361 milhões de toneladas, contra 16,805 milhões de toneladas da safra anterior, com uma alta de 21%. A produtividade média foi estimada em 3.819 quilos por hectare, acima dos 2.968 quilos registrados na última safra.


 

Canal Rural

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 
Sitevip Internet