Quarta-feira, 8 de abril de 2020
informe o texto a ser procurado

Notícias / Pecuária

Boi: Alta do preço do boi magro e do milho deve dificultar atividade de confinamento este ano

19 Mar 2020 - 11:55
Atualizada em 19 Mar 2020 - 11:56

Boi: Alta do preço do boi magro e do milho deve dificultar atividade de confinamento este ano

Foto: Ilustração/Internet

A alta dos preços do milho e do boi magro em São Paulo deve dificultar a atividade de confinamento no Estado, comenta o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq-USP), em relatório antecipado ao Broadcast Agro. De acordo com o centro de estudos, os preços desses dois itens, que são os que mais pesam na engorda no cocho, estão atualmente nos maiores patamares nominais das séries do Cepea.

Em São Paulo, o boi magro tem sido negociado entre R$ 2.800 e R$ 2.950, média que, em fevereiro, superou em 37,5% igual mês de 2019. Já o milho é comercializado por R$ 58/saca na região de Campinas (SP), bem acima do patamar verificado em igual período de 2019, de R$ 41 a saca, em termos reais. "Agentes têm expectativa de que a entrada da segunda safra, entre junho e julho, possa pressionar as cotações do cereal - a B3 indica valores na casa dos R$ 40,00/saca para o segundo semestre", cita o relatório.

No caso do boi magro, a alta de preços está ligada à oferta restrita de bezerros ao longo do último semestre e à valorização do boi gordo, o que estimula o pecuarista a engordar os animais no cocho.

O Cepea diz que os preços do boi magro começam a subir já em março, ganhando força em abril e maio. "E, de fato, o valor médio do animal nesta parcial de março supera em 16,85% o de fevereiro em São Paulo", diz o Cepea. "Dentre as praças levantadas pelo Cepea no Estado paulista, a de Presidente Prudente registra a maior alta na cotação entre fevereiro e março deste ano, de 24,5%, com o animal cotado em até R$ 2.900,00/cabeça."

Entretanto, o Cepea observa que a pandemia de coronavírus dificulta projeções para 2020, já que muitos ainda não sabem em que medida esse contexto tende a prejudicar os comércios doméstico e internacional, seja da carne bovina, seja do milho. "Nesse sentido, o ano se mostra bastante desafiador a agentes de mercado como um todo e também ao confinador."

Cepea

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 
Sitevip Internet