Quinta-feira, 2 de abril de 2020
informe o texto a ser procurado

Notícias / Agricultura

Conab estima safra de café entre 57 e 62 milhões de sacas de 60 kg

23 Mar 2020 - 10:59
Atualizada em 23 Mar 2020 - 11:01

Conab estima safra de café entre 57 e 62 milhões de sacas de 60 kg

Foto: Ilustração/Internet

A expectativa da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para a safra 2020/2021 de café é entre 57,2 e 62 milhões de sacas de 60 kg. A colheita está próxima e até o momento o comportamento do clima tem ajudado para que este volume seja real, acredita o Conselho Nacional do Café (CNC).

Segundo o presidente do CNC, Silas Brasileiro, como os estoques nacionais do produto estão em seus menores níveis históricos, o montante a ser colhido será suficiente para que o Brasil honre seus compromissos com exportação e consumo interno, sem gerar excedentes. “Com esse equilíbrio entre oferta e demanda, o mercado pode ter menores oscilações e os preços voltam a ficar em níveis que gerem renda aos produtores”, projeta.

Contudo, Silas comenta que é corriqueiro, nessa época do ano, surgirem diversas especulações tendenciosas a respeito da safra brasileira. “O Brasil é o maior produtor mundial e jogar ao vento que teremos supersafra, safra recorde, só interessa a esses players, já que atuam com a intenção de depreciar o valor do produto e o comprarem a preços mais baixos”, critica.

O presidente do CNC recorda que uma das formas possíveis para o cafeicultor e as cooperativas de produção não serem afetados pelas oscilações geradas por especulações ocorreu na semana passada, quando o Conselho Deliberativo da Política do Café (CDPC) aprovou orçamento recorde de R$ 5,71 bilhões do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) para a safra 2020.

Do total a ser disponibilizado para a cafeicultura a partir de julho deste ano, foram aprovados R$ 2,3 bilhões para a linha de financiamento de Estocagem; R$ 1,6 bilhão para Custeio; R$ 1,15 bilhão para Aquisição de Café (FAC); R$ 650 milhões para Capital de Giro; e R$ 10 milhões para Recuperação de Cafezais Danificados.

“Os recursos serão fundamentais para que os produtores não sejam pressionados a vender nos momentos de baixa e possam escoar sua safra ao longo dos 12 meses, otimizando sua renda”, destaca Silas

O presidente do CNC orienta que, dotados de orçamento do Funcafé, produtores e cooperativas se atentem às possibilidades que o mercado apresenta relacionadas a cotações e taxa de câmbio. “Eventualmente aparecem janelas de oportunidades nas quais podemos fixar preços futuros para o café. Não podemos perdê-las”, conclui.

Café Point

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 
Sitevip Internet