Sábado, 5 de dezembro de 2020
informe o texto a ser procurado

Notícias / Logística

Pesquisa diz que 32% dos caminhoneiros não acham alimentação nas estradas

Falta de estabelecimentos de apoio tem dificultado a vida de quem tem que trabalhar transportando itens essenciais para a sobrevivência nesta pandemia do coronavírus

31 Mar 2020 - 09:40
Atualizada em 31 Mar 2020 - 09:42

Pesquisa diz que 32% dos caminhoneiros não acham alimentação nas estradas

Foto: Ilustração/Internet

Uma pesquisa feita pela Fretebras, uma plataforma online de transporte de cargas, revelou que que 32% dos caminhoneiros não estão encontrando alimentação nos postos de estradas. O estudo também apontou que 18,4% dos caminhoneiros relataram que os preços da alimentação estão “mais caros que o normal”.

Outro ponto crítico foram os serviços de borracharia e mecânica, onde 31% dos entrevistados responderam que “não estão funcionando” e outros 11% informaram que estão mais caros do que o normal.

Sobre este assunto, conversamos com o presidente da Associação Brasileira de Condutores de Veículos Automotores, Wallace Landim. Segundo ele, a pesquisa mostra a realidade vivida pelos caminhoneiros nesta época de coronavírus.

“Nossa categoria já vem sofrendo há alguns anos e com essa pandemia, acabamos colocando a nossa vida em risco para abastecer a população seja com medicamentos ou alimentos. Essa situação é real, pois temos dificuldade para nos manter, nos alimentar e até manter a higienização”, ressaltou.

Segundo ele, há um diálogo com o ministério da Infraestrutura para poder fornecer alimento para os condutores poderem trabalhar. “Nos deparamos com algumas pessoas que ainda praticam preços exorbitantes. Pedimos nesse caso ajuda para a população não deixar o transporte parar, tanto que já tivemos vários casos de populares fornecendo comida para os motoristas nas estradas do Brasil”, disse.

Canal Rural

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 
Sitevip Internet