Sábado, 5 de dezembro de 2020
informe o texto a ser procurado

Notícias / Logística

‘Paralisação de caminhoneiros poderá ocorrer se cair a procura por frete’

Liderança da categoria, no entanto, diz que não vislumbra nenhum tipo de parada nos transportes no momento

02 Abr 2020 - 10:19
Atualizada em 02 Abr 2020 - 10:22

‘Paralisação de caminhoneiros poderá ocorrer se cair a procura por frete’

Foto: Arquivo / De fato Online

A possibilidade de paralisação mobilizada pelos caminhoneiros autônomos está descartada neste momento, diz o presidente da Associação Brasileira dos Condutores de Veículos Automotores (Abrava), Wallace Landim.

“Não temos como apoiar nenhum movimento de paralisação neste momento. Não vamos ser irresponsáveis de usar uma pandemia como moeda de troca para nos beneficiarmos das nossas demandas”, afirmou sobre rumores de uma eventual nova greve. Landim, conhecido como Chorão, foi um dos principais representantes da categoria na greve de maio de 2018.

Chorão pondera, contudo, que pode ocorrer uma paralisação de caminhoneiros em virtude da queda na procura por frete. “Se a indústria e o comércio não voltarem a funcionar, pode haver uma paralisação momentânea porque o transportador não irá sair, por exemplo, de Brasília a São Paulo, somente com carga de ida. Isso pode resultar em um desabastecimento até mesmo de alimentos e bebidas”, explicou. 

A Abrava calcula que a demanda por frete rodoviário diminuiu cerca de 40% desde que os Estados impuseram medidas restritivas para conter o avanço do coronavírus. A maior parte das cargas transportadas no momento, segundo a associação, é de grãos. “Exceto as dificuldades de falta de condições adequadas nas estradas, sem pontos de descanso e para alimentação, o escoamento da colheita está acontecendo sem maiores problemas logísticos”, afirmou Chorão. Ele destacou que a entidade está em contato com o Ministério da Infraestrutura para resolver os gargalos decorrentes das medidas de quarentena voluntária. 

Defesa do isolamento

A entidade também defende a flexibilização do isolamento social. “São necessárias algumas medidas para o mercado voltar a reagir, com reabertura gradual do comércio e da indústria, mas seguindo as orientações do Ministério da Saúde”, argumenta Chorão. 

Estadão Conteúdo

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 
Sitevip Internet