Quinta-feira, 15 de abril de 2021
informe o texto a ser procurado

Notícias / Clima & Temperatura

Geada atinge lavouras de milho segunda safra, feijão e hortaliças

Somar Meteorologia afirma que ainda há condição para formação de geada nesta sexta-feira, 8, mas o fenômeno deve acontecer em áreas mais altas do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná

07 Mai 2020 - 13:30

Geada atinge lavouras de milho segunda safra, feijão e hortaliças

Foto: Ilustração/Internet

A madrugada mais fria do ano no Centro-Sul trouxe registro de geadas em algumas regiões agrícolas do Paraná. De acordo com a Somar Meteorologia, lavouras de feijão e hortaliças registraram o fenômeno, assim como o milho segunda safra em Campo Mourão. As temperaturas ficaram baixas também no entorno de Cascavel e em Laranjeiras do Sul.

“O destaque de temperatura baixa foi em Santa Catarina, onde Urupema registrou -1 ºC, e no Paraná, onde em General Carneiro a mínima ficou em -1 ºC também. Em São Mateus do Sul, também tivemos temperaturas negativas”, explica Celso Oliveira, agrometeorologista da Somar.

O assunto também foi comentado no Twitter. Na rede, houve relatos de geada em Chapecó.

A expectativa é que o frio continue na região nesta sexta-feira, 8, com potencial de geada mais fraca em áreas altas do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e em algumas áreas do Pantanal. “Posteriormente, o frio acaba perdendo intensidade já no fim de semana”, afirma.

Chuva

A frente fria que saiu do Sul e agora avaça pelo Brasil causou chuvas irregulares em Mato Grosso do Sul, Goiás e Minas Gerais. Já em Mato Grosso, as precipitações foram melhores e ajudou a safra de algodão. “Em Parecis, choveu bem, assim como em Sorriso, Lucas do Rio Verde e Sinop”, diz Oliveira.

Por outro lado, onde as precipitações não foram suficientes, como em Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso do Sul, o milho segunda safra pode perder produtividade. “A situação é irregular, tem gente que está comemorando mas a maioria recebeu pouca chuva e a situação continua se agravando, principalmente para o milho safrinha”.

A Somar Meteorologia afirma que um outro sistema pode trazer chuvas ao Rio Grande do Sul, oeste e sul de Santa Catarina e principalmente em Mato Grosso do Sul, onde neste último estado os acumulados podem ser maiores, entre 12 e 16 de maio. “Ainda não há outra onda de frio [nos próximos dias], mas sabemos que terá uma mais acentuada na virada de maio para junho”,

Somar Meteorologia

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 
Sitevip Internet