Quinta-feira, 15 de abril de 2021
informe o texto a ser procurado

Notícias / Ciência & Tecnologia

Uso de tecnologia no campo deve aumentar pós-pandemia, diz estudo

Pesquisa da McKinsey ouviu mais de 750 agricultores de diferentes culturas e regiões do Brasil, abordando temas como comportamento digital e nível de adoção tecnológica

09 Mai 2020 - 08:00

Uso de tecnologia no campo deve aumentar pós-pandemia, diz estudo

Foto: Ilustração/Internet

A proposta do estudo ‘A cabeça do produtor rural na era digital’ foi entender a mente do agricultor brasileiro e traçar um perfil dos que usam a tecnologia na propriedade. Elaborada pela McKinsey, a pesquisa ouviu mais de 750 agricultores de diferentes culturas e regiões do Brasil, abordando temas como comportamento digital, soluções de financiamento, processo de aquisição de insumos, influenciadores e nível de adoção tecnológica.

A ideia é ilustrar como a era digital tem influenciado a rentabilidade da atividade agropecuária. A pesquisa serviu como base para um webinar realizado nesta quinta-feira, 7, pela McKinsey e pelo Insper Agro Global.

A conclusão do estudo mostra os interesses entre os produtores pesquisados: 
  • 64% envolvem-se em hedging de preços 
  • 36% se interessam por segurança digital 
  • 36% usam o barter como ferramenta para financiamento
  • 33% querem vender seus produtos online

A partir do resultado da pesquisa, o estudo foi dividido em cinco grupos:
 
  • empreendedor de grão
  • agricultores antenados com a tecnologia
  • jovens agricultores de hortifrútis
  • agricultores artesanais
  • membros de cooperativas. 

Produtores de algodão são os mais antenados. Na categoria ‘antenados com a tecnologia’, 64% trabalham com a cultura do algodão, seguido de grãos, 32%. Em relação à formação acadêmica 77% têm ensino médio ou acima. Sobre a faixa etária, 48% têm menos de 35 anos. A integração digital está bastante presente nesse grupo: 99% dos produtores possuem internet na propriedade.


Nelson Ferreira, sócio-sênior da McKinsey, diz que o Brasil está vivendo uma nova revolução agrícola. “O futuro da agricultura, a nosso ver, é multicanal. O futuro da agricultura tem uma componente digital forte e a gente espera ver, assim como viu em outros setores – como bancos, supermercados e aplicativos – nos próximos meses e anos isso sendo muito forte na agricultura”, ressaltou.

Ele acredita ainda que esse cenário vai intensificar pós-pandemia da Covid-19, pois mesmo aqueles que ainda resistiam ao uso da tecnologia digital estão utilizando as ferramentas neste momento, por uma questão de necessidade.

“O crescimento da agricultura e a importância da cultura brasileira tem incentivado essa revolução e a situação conjuntural que nós estamos vivendo agora, desafortunadamente por causa da pandemia, ela vai acelerar muito essas tendências”, acrescentou.

Canal Rural

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 
Sitevip Internet