Imprimir

Imprimir Notícia

12 Mar 2020 - 09:59 | Atualizada: 12 Mar 2020 - 10:02

Coronavírus atinge 114 países e OMS declara pandemia

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou nesta quarta-feira, 11, pandemia de Covid-19, o novo coronavírus. De acordo com a entidade, os números de casos, países atingidos e mortes devem subir nos próximos dias.

“Descrever a situação como uma pandemia não altera a avaliação da OMS sobre a ameaça representada por esse coronavírus. Não altera o que a OMS está fazendo e nem o que os países devem fazer”, afirma o diretor geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

Segundo o dirigente, dos 118 mil casos de Covid-19 registrados em 114 países, mais de 90% estão em apenas quatro países, “sendo que dois deles – China e Coreia do Sul – têm epidemias em declínio significativo”.

Ghebreyesus afirma que 81 países ainda não relataram nenhum caso de #coronavírus e 57 países relataram 10 casos ou menos. “Não podemos dizer isso em voz alta, ou clara o suficiente ou com frequência o suficiente: todos os países podem mudar o curso dessa pandemia”, diz.

De acordo com Ghebreyesus, mesmo os países com transmissão na comunidade ou grandes grupos podem virar a maré contra o #coronavírus. “Vários países demonstraram que esse vírus pode ser suprimido e controlado”, afirma.

O que é Covid-19?

É um novo vírus que tem causado doença respiratória, com casos recentemente registrados na China. Os coronavírus são uma grande família viral, conhecidos desde meados de 1960, que causam infecções respiratórias em seres humanos e em animais.

Geralmente, infecções por coronavírus causam doenças respiratórias de leves a moderadas, semelhantes a um resfriado comum. No entanto, alguns coronavírus podem causar doenças graves com impacto importante em termos de saúde pública, como a Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars), identificada em 2002, e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (Mers), identificada em 2012.

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Os coronavírus humanos causam infecções respiratórias de brandas a moderadas, de curta duração. Os sintomas mais comuns são tosse, dor de garganta, coriza e febre. Em pessoas com doenças cardiopulmonares, com sistema imunológico comprometido ou bebês e idosos, existe a possibilidade de o vírus causar infecções das vias aéreas inferiores, como pneumonia.

Como prevenir?

Não existe vacina contra os coronavírus. Para reduzir a chance de contaminação, o Ministério da Saúde aconselha a evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas. Veja outras medidas:
 
 Imprimir